O liberalismo como alternativa inteligente

untNos Democratas, estamos principalmente preocupados com o avanço dos extremismos, sejam eles qual forem.

Assim, apresentamos este artigo de Matthew d’Ancona, publicado no The Guardian, que nós parece ser um contributo importante.

“Still, in every other respect, it really is time to stop sobbing and toughen up. So here are my 10 tips for liberals of all kinds hoping to stop the march of the right in 2017.”

Podem encontrar o texto aqui.

Read More

Uma opinião sobre a questão Síria

allepoNos Democratas, estamos principalmente atentos aos diferentes focos de tensão mundial, no grande palco da geoestratégia e da realpolitik.

Apresentando uma alternativa às explicações habituais sobre a guerra na Síria, partilhamos uma análise de Carlos Fino que nos parece ir no sentido certo.

Read More

#NovoAno #NovoCentro

assinaturasdemocratas

Começa agora um novo ano.
Desejamos que este seja um ano de Felicidade, de Prosperidade e de Mudança.

Mas para ser feliz, para alcançar o sucesso, para mudar algo não basta desejar, é preciso agir.
Assim, convidamos-te a agir. 
Juntos vamos transformar o nosso desejo de mudança em realidade:

1 – Participa na nossa Campanha de Recolha de Assinaturas com o objectivo de constituir formalmente o partido Democratas. Imprime, assina e partilha (não te esqueças de usar #novocentro nas tuas partilhas)
2 – Lê o nosso Manifesto, conhece os nosso valores, espalha a mensagem
3 – Junta-te a nós formalmente, preenche a Ficha de Adesão

Obrigado

#NovoAno #NovoPortugal #NovoCentro

A “invasão” Russa

motherrNo que pode ser considerado a construção de uma nova “ordem mundial”, que se materializa aos nossos olhos cada dia que passa, já não é possível haver qualquer pretensão que a Federação Russa não é, neste momento, a maior ameaça à coesão do mundo Ocidental, ou pelo menos como conhecemos essa coesão depois da Segunda Guerra Mundial.

Read More

A Administração Trump e os Estados Unidos

magaTerminamos (para já) com esta apresentação de problemas que podem advir de uma Administração Trump na Casa Branca. E, curiosamente, quem mais pode vir a sofrer sobre a sua presidência… acabam por ser os Americanos.

Read More

A Administração Trump e a Europa

eurotruDepois duma apresentação da possível influência que a Administração Trump pode ter sobre o globo, em particular na questão das alterações climáticas, outra preocupação, para nós deste lado do Atlântico Norte, é se o Presidente-eleito, irá atuar da forma como tem ameaçado fazer relativamente a questões de política externa. A verificar-se isso, e no pior dos cenários, podemos ter muitas movimentações antidemocratas na Europa, assim como tentativas de minar parecerias entre os países que formam a União Europeia.

Read More

A Administração Trump e o globo

coalDos muitos desastres que significa termos uma Administração Trump na Casa Branca, um que ameaça ser global, é a incapacidade do Presidente-eleito de querer entender, mudar de opinião, ou ter uma ação positiva, na luta contra as alterações climáticas globais.

Read More

Ética e Transparência: o Caso CGD

cgd

Quem já teve o cuidado de ler o nosso Manifesto certamente reparou que um dos pontos que defendemos é que Portugal seja mais ÉTICO E TRANSPARENTE. Queremos que a economia, a política e a sociedade, de uma forma geral, sejam livres de corrupção. Em que os cidadãos possam saber a cada momento o real estado do país, tenham meios de ser escutados, e que os políticos respondam perante os cidadãos. Também defendemos que todos os cargos de nomeação política (que infelizmente ainda são muitos, cuja escolha é muitas vezes feita sem qualquer transparência e obedecendo a interesses puramente partidários) sejam também sujeitos a escrutínio público.

Read More

NOVO CENTRO, NOVOS VALORES, NOVO PORTUGAL

dems

Nos últimos 40 anos, Portugal tem vivido uma democracia bipartidária que nos encaminhou a múltiplos resgates, que comprovam o falhanço dos modelos governativos seguidos. Os atores políticos que ocuparam em rotatividade os diversos cargos e funções do Estado não souberam nem implementar estratégias para os desafios que um mundo em globalização coloca, nem dar resposta aos anseios de múltiplas gerações de portugueses. 

É necessário traçar um novo caminho, com novos intervenientes e novas propostas. Pensar e fazer uma nova política, que emane do centro da sociedade, que oiça os nossos cidadãos e repense estrategicamente o nosso país.

Assim, tomamos na nossa consciência e nas nossas mãos a tarefa de lançar uma nova solução política que seja uma alternativa real às que não têm resultado.

Contamos contigo: Nosso Manifesto | Nossos Valores | Nossas Políticas

Search