Como Putin consegue jogar em dois campos

Nota introdutória. Este é um artigo de opinião escrito por Ricardo Silvestre, dos Democratas.

_ _

“Não é nosso interesse estar a dividir alguma coisa, ou pessoas umas das outras, na Europa. Pelo contrário, nós queremos ver uma União Europeia unida e prospera porque a União Europeia é o nosso maior parceiro económico e comercial. Quanto mais problemas existirem na União Europeia maiores são os riscos e as incertezas para nós.”

Estes “nós” são a Federação Russa, e quem disse estas palavras foi Vladimir Putin, pouco antes de viajar para Viena para se encontrar com Sebastian Kurz, o Chanceler Austríaco.

Read More

Migrações: um desafio a resolver na Europa e pelos Europeus

Nota introdutória. Este é um artigo da responsabilidade de Ricardo Silvestre, dos Democratas.

Na questão das migrações, e de pessoas em dificuldades e a necessitar de exílio, é fácil observar que existe um cisma entre aquilo que é percebido pelos políticos como importante, aquilo que os Europeus pensam ser importante, aquilo que se está a fazer e aquilo que é preciso fazer.

Read More

Governos antidemocráticos e o futuro da Europa

Nota introdutória. Este é um artigo de opinião escrito por Ricardo Silvestre, dos Democratas.

A Comissão Europeia quer reduzir em 24% para a Hungria, e 23% para a Polónia as verbas dos fundos de coesão no próximo orçamento para o período de 2021 a 2027.

A razão apresentada pela Comissão é algo tecnocrática.  A Comissária Europeia da Política Regional, Corina Cretu, argumentou que “(…) nós tratamos de regiões e da sua prosperidade(…), fugindo assim à crítica que esta decisão pode ser um ato punitivo pelas atitudes vistas como antidemocráticas nesses dois países, e das criticas que se têm observado nos governos das duas nações a politicas europeias.

Porém, será mesmo só essa a razão?

rwcht

Read More

Ajude-nos a criar um partido liberal em Portugal

Os Democratas querem ser um partido político que acredita na participação, na colaboração, e na transparência, para ser uma alternativa real a políticas que não têm resultado e só beneficiam sempre os mesmos, tanto a nível político como financeiro.

Desta forma, formamos uma campanha de crowdfunding para recolher a verba suficiente para as etapas necessárias para formar o partido, onde se incluem a promoção, divulgação e recolha de assinaturas.

O nosso objectivo é juntar 1000 Euros.

O link para a conta pode ser encontrado aqui, ou no seguinte endereço:

https://www.youcaring.com/democratasportugal-1125380

A vossa ajuda é crucial para avançarmos para esta solução que tanta faz a Portugal

 

youc

Uma atitude incompreensível, e irresponsável, do Governo português

Nota introdutória. Este é um artigo de opinião escrito por Ricardo Silvestre, dos Democratas.
À medida que vemos um crescente número de países (24 quando escrevemos estas linhas), e até a NATO, a expulsar diplomatas Russos como resposta ao ataque a família (pai e filha) Skripal, Portugal resolve ter uma atitude incompreensível e irresponsável.
russ
O Ministro dos Negócios Estrangeiros disse à Agência Lusa que a decisão do Governo português “está em curso e rege-se pela defesa dos interesses nacional, europeu e da Aliança Atlântica, mas também pela autonomia, prudência e firmeza”.
Na realidade este tipo de timidez e de “isenção” não cai bem para um país que é um aliado, numa NATO, onde Portugal pertence e depende, assim como contribui para tornar o nosso país cada vez mais irrelevante.
 No lugar de estarmos no “centro da Europa” e juntarmos-nos a todos os países que mostraram solidariedade com o Reino Unido, assim como um aviso a Putin e ao Kremlin. Até mesmo os Estados Unidos, com tudo o que sabemos sobre o Presidente Trump e a sua “dependência” de estar nas boas-graças do Presidente Russo, expulsaram também eles diplomatas e fecharam consulados.
ars
Esperemos que esta decisão do executivo não seja por pressões de uma esquerda radical, que o governo precisa de aplacar para ter apoio na Assembleia da República. Ainda mais quando provas não faltam que Putin e o Kremlin têm tentando afectar eleições um pouco por todo o mundo, ajudado o regime da Síria, violação de espaços aéreos e marítimos internacionais, assim como um estado de guerra cibernética que vai desde notícias falsas, a bots e hackers.
Esperemos que esta posição mude, e rapidamente.

Mais um café? Um “Café Europa”, na Casa da Europa do Distrito de Lisboa

Os Democratas estão interessados na realidade Europeia, e como isso afecta os Portugueses.

Assim, temos a honra de nos associarmos à CEDL – Casa da Europa do Distrito de Lisboa, na promoção de um “Café Europa” onde se vai discutir o tema da eleição do Presidente da Comissão, e se fará a pergunta “Que modelo?” para essa eleição.

Como escreve a CEDL na explicação do evento , este é um “tema importante para um debate aberto numa perspectiva dos cidadãos.”

Assim, vamos estar na Casa da Europa esta quinta-feira, dia 22, a partir das 19:00h para mais um “Café Europa”.

Venham ter connosco, e fiquem para um debate que se torna cada vez mais necessário.

casa

Vamos a um café…um “Café Europa”, na Casa da Europa do Distrito de Lisboa

Os Democratas estão interessados na realidade Europeia, e como isso afecta os Portugueses.

Assim, temos a honra de nos associarmos à CEDL – Casa da Europa do Distrito de Lisboa, na promoção de um “Café Europa” onde se vai discutir o tema do Brexit, e “Que impacto para Portugal e para a União?”

Como escreve a CEDL na explicação do evento , este é um “tema importante para um debate aberto numa perspectiva dos cidadãos.”

Assim, vamos estar na Casa da Europa esta quinta-feira, dia 22, a partir das 18:30 para este Café Europa.

Venham ter connosco e fiquem para um debate que se torna cada vez mais necessário.

caféeuropa

Não tem nada de importante para fazer, Sr Presidente?

Nota introdutória. Este é um artigo de opinião escrito por Ricardo Silvestre, dos Democratas.

Como se não houvesse mais nada que precise de ocupar o tempo e a mente (ou o que sobra dela) do Presidente dos Estados Unidos, ficámos a saber que Trump fez uma lista 11 “prémios” de “fake news”, atacando assim a imprensa livre, um dos baluartes dos Estados Unidos.

gop

Fake news significa para a actual Casa Branca, GOP, e máquina propagandista que suporta as duas coisas (FOX-News, Breitbart, etc) “qualquer notícia com que não estamos de acordo, ou que de alguma maneira mostra aquilo que realmente somos e não queremos que ninguém note.”

Read More

Financiamento Partidário

hemi

Agora que a proposta da nova lei para financiamento dos partidos volta para a Assembleia da República, não deixa de ser interessante notar que um lado das bancadas parlamentares parece não ter problemas com a ideia de devolver esse diploma ao Presidente da República, que assim não terá outra hipótese que não o promulgar.

Este é o mesmo lado das bancadas que sempre se assumiu como um “centro moralista” da política Portuguesa, na defesa dos “pequenos” e dos “sem vantagens e sem acesso”, e que tantas vezes fazem uma crítica à política como apenas uma luta de poder, e de criação de condições desiguais entre governantes e governados.

Agora, esse mesmo lado das bancadas está confortável com a ideia de uma lei injusta e ignóbil, principalmente num país onde milhares de pessoas passam por dificuldades, e lutam por ter condições para uma vida desafogada e digna. Nessa ala, mais à esquerda do hemiciclo, os partidos procuram-se benesses, não reconhecidas a outras organização ou pessoas que, “no terreno”, fazem aquilo que esses mesmos partidos mais dizem defender.

Ficamos assim a saber que esse quadrante político acaba por cair na total falta de vergonha, aproveitando a oportunidade de ter alguma influência no governo da Nação, para promover todas as coisas que se dizem ser contra: abuso de poder, oportunismo político, falta de transparência, hipocrisia moral.

É verdade que assim é um pouco por todo o espectro partidário, mas a esquerda sempre se arrogou a ser a mais moralista a fazer política. Faz o que eu digo mas não faças o que eu faço, assim se resume este caso.

Search