O melhor Presidente de sempre… a mentir descaradamente.

No momento em que estas linhas são escritas, o Presidente dos Estados Unidos fez um total de 1,628 declarações falsas, ou enganadoras, nos 298 dias desde que assumiu essa posição.

Isto dá uma média de 5.5 tais declarações por dia!

Para quem seguiu de mais perto o processo de campanha em 2016 (e até mesmo antes disso), era óbvio que o candidato Trump não é beneficiado de qualquer “controlo de impulso”, ou “pensar antes de falar” (e neste caso, também escrever via Twitter), ou até mesmo de “bom senso” no que se trata de emitir declarações para o exterior da sua mente.

Para quem estava mais distraído, o primeiro “choque frontal” com um mundo que não existe para além da massa encefálica entre as orelhas do Presidente da América, e que ele quer, por decreto ou por persuasão, fazer com que os outros vivam nela também foi quando da “polémica” do número de pessoas que estavam presentes na Inauguração.

O então Secretário da Imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, a mando do Presidente, fez a sua primeira grande apresentação da insanidade que seriam os meses que seguiam afirmando, “ponto final!” que o número de pessoas presentes para a Inauguração tinha sido o maior de sempre.

ianus

Como é possível ter tal desplante? Só num universo onde Trump é o centro da existência.
E como é possível tentar fazer uma ponte para o mundo real?

Quando alguém como a Conselheira do Presidente Kellyanne Conway disse ao pivot do Meet The Press, Conway disse que “Sean Spicer não mentiu, ele apenas deu factos alternativos”.

E assim se criou uma mitologia que cada vez é mais prevalente, e que cada vez mais ajuda a entender em que moldes funciona o Presidente dos Estados Unidos.

Vejamos alguns exemplos:

Ele é “maior e melhor homem de sempre e o maior melhor estadista de sempre”.
Ele ganhou o Colégio Eleitoral com uma vitória histórica. Ele teria ganho o voto popular se não fosse mais de 3 milhões de votantes ilegais. A sua Presidência foi aquela que fez mais pelo país. A redução dos impostos é a maior de sempre. Na China nunca receberam um estadista estrangeiro como ele foi recebido. Nunca se viu uma economia tão forte, nunca se viu tantos trabalhos a regressar aos Estados Unidos. E nunca se viu um homem tão inteligente, que contrata só as melhores pessoas possíveis e que tem “mas melhoras palavras”, que sabe mais do que os Generais ou economistas.

“Vejam todas as coisas que eu fiz”, que não existem realmente ou não foi responsável por acontecerem.
Foi por causa dele que certas empresas automóveis não moveram fábricas para o México, quando tinha sido acordado durante a Administração anterior. Que foi por causa dele que a NATO criou um departamento de informação quando isso tinha sido decido muito antes. Que é responsável pela Coreia do Norte e do Sul estarem em contacto quando a única coisa que tem feito é minar o trabalho do Departamento de Estado que é responsável por diplomacia. É por causa dele que os indicadores económicos e o desemprego estão com bons valores, apesar de ser ainda resultado das decisões tomadas na Administração Obama (e que se diga, na altura, na opinião do então candidato Trump não eram indicadores de se confiar, pois estavam a ser manipulados).

“Fui eu o primeiro a pensar nisto e sei melhor que todos os outros”, por muito ridículo que seja o que diga.
Abraham Lincoln era um Republicano (muita gente não sabia disso), que a expressão Fake News não existia antes de
pensar nela, ou também “prime the pump”. Que os seus planos para erradicar ISIS demorariam 3 meses a completar. Que os acordos com a China precisavam de ser renegociados, assim como o NAFTA E TPP. Que a embaixada dos USA em Israel ser mudada para Tel Avive. Só ele é que sabe não existiu um ataque informático de larga escala nas eleições Americanas, apesar de 17!) agências governamentais já o terem expresso (e provado). Todos estes exemplos (e outro) apesar de toda a gente dizer que não, é o contrário do que está a pensar. Toda a gente sabia isto e toda a gente sabe que está enganado.

“I just make s#it up”, e outros que limpem a porcaria.
O Presidente Barack Obama foi o responsável por haver “Wire Tapps” na Trump Tower. O Presidente Obama libertou prisioneiros de Gitmo (quando foi George Bush). Obama criou (com a ajuda de Hillary Clinton) ISIS. Obama deu 150 mil milhões de dólares ao Irão (quando era dinheiro que pertence ao país mas que estava retido). Obama nunca telefonou, ou visitou famílias de soldados mortos em combate. Hillary Clinton fez conluio com os Russo para…. (perder as eleições?). O FBI devia prender Hillary por… Hillary vendeu urânio aos Russos… Quem roubou os e-mails do Partido Democrata pode ter sido uma pessoa de 181 quilos que vive numa cave… Obamacare está a implodir (falso) e como tal é preciso salvar as pessoas de um sistema de saúde que aumentou o número de pessoas asseguradas.  Os Estados Unidos são o país onde há a maior taxa de retenção e impostos sobre empresas… etc, etc, etc.

Este o mundo de esquizofrenia que os Estados Unidos (e por inerência o resto do mundo) vive agora.

trumrollerHá uma solução, mas os membros da Administração são demasiado cobardes, ou os Republicanos no poder demasiado comprometidos ou cúmplices.

Vamos esperar que 2018 traga uma nova realidade, e principalmente coloque este mentiroso compulsivo a mentir onde não faça mal a ninguém.

(Artigo da responsabilidade de Ricardo Silvestre)

Search